Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




baleiro

por sapoprincipe, em 30.06.16

160630_dragon.png

via studio 21

d'après Frida Helê

soldado? amante? fã de daenerys?

fim de tempor ops! de semestre de semestre

dracarys

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:11

quase

por sapoprincipe, em 29.06.16

"saber da promessa de beleza onde ela ainda não está"

 

Quase a minha profissão.

Na realidade a Luciana estava falando do Sertão - dela (Primeira Fonte).

Mas, peguei pra mim. Sem pedir pedir licença. Ela irá entender que é elogio.

Espero ;c)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17

arq-tipografia

por sapoprincipe, em 28.06.16

160628_arqtipo004_02.png

Pça Jose de Alencar

Largo do Machado - Rio de Janeiro

Gosto bastante desta fonte. Tem um desenho alongado. A parte superior da letra é bem menor que a inferior - isto fica bem claro nas curvas dos "S", embora se repita em todas - tanto no "K" como no "M". A palavra "edifício" não é na mesma fonte.
Mais do que gostar, ela me intriga. Imagino eu, que apesar do "K" esta se referindo mesmo ao Cosmos. Planetas. (como a construção não é dos anos 80, não pode ser pelo programa de tv)
Toda a grafia é em caixa alta - tanto de "edifício" quanto de "Kosmos". Por que os "o" são tão pequenos em relação ao restante? Com isso acabam em ficar mais em destaque. O que poderia ser intencional - cosmos/planetas. O "o" círculo / esfera / planeta. Ou seria um mero erro na execução ou separação das letras. Fabricou todas em caixa alta e o "o" em caixa baixa. Ou na hora de separá-las para enviar para a colocação pegou os "o" na caixinha errada? E os "o" de "Kosmos" não são do mesmo tamanho do "o" de edifício. Chute aí a sua hipótese. Faça esta viagem pelos cosmos. Seja viajandão. rs

arq-tipo002.gif

Pça José de Alencar
by Cláudio Luiz
Originalmente segunda arq-tipografia
postada em 27 / abril / 2010

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:54

eu, tu, eles

por sapoprincipe, em 27.06.16

160627_by paul brouns.jpg

by Paul Brouns

janela de apartamento parece história em quadrinho
d'après Drops da Fal

a maravilhosa história da vida doméstica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00

domingueiras

por sapoprincipe, em 26.06.16

160626_narciso.jpg 

narciso - via zona diversa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52

baleiro

por sapoprincipe, em 24.06.16

Ando tão à flor da pele Que a minha pele tem o fogo ...

160624_pula.png

via boretattoo
d'après Frida Helê

pula a fogueira, iaiá

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:23

espadas

por sapoprincipe, em 23.06.16

160623_espada.png

via gardenlife

Não é de aço valiriano, mas consta que pode abater alguns inimigos ou algumas maldades. Que já é um ganho. E ainda temos o ganho da beleza.
Seja nos degraus das escadas de entrada (via muito em Portugal), junto a porta de entrada ou até mesmo no hall de entrada se tiver bastante luz. Sendo o da espécie de folhas pequenas poderia até compor com três vasinhos na mesa de centro.
Agora, convenhamos, o cachepot de cobre é um loooosho.
Qual vc tem ou gosta?

160623_espadasjorge.png

via pinterest

Só porque me lembrei de uma amiga que está pintando a porta de entrada do apartamento e uma outra que quer pintar. Tenho que procurar imagem das portas em azuis de um projeto meu. Por enquanto, apreciem. Não consegui descobri autor nem lugar. Tem cara de Paraty.

160623_portas.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

círculos

por sapoprincipe, em 22.06.16

160622_circulo_cores.png

by Cláudio Luiz

O círculo cromático serve inicialmente para as crianças aprenderem a mistura das cores. Amarelo com vermelho (na realidade magenta) dá laranja. Azul (cian) com amarelo dá verde. Vermelho (magenta) com azul (cian) da roxo. Gerando assim as cores secundárias, que misturadas com uma primaria dará as terciárias. O verde com o amarelo irá gerar o azeitona... e assim nas outras misturas, uma questão de proporção.
Mas os círculos cromáticos também são excelentes auxiliares para definirmos as combinações das cores.
Chevreul (1786-1889), que era químico, foi ser responsável pela parte da tintura dos fios da fábrica de tapetes franceses - Gobelin. Por mais cuidados com os tingimentos acabavam não resultando bem. Depois de muito observar, se deu conta que não era uma questão química ou processo falho e sim uma questão ótica em relação a percepção das cores. Com os fios, de cores diferentes, entrelaçados, acabavam por gerar - visualmente - uma outra cor, que acabava por não resultar tão bem na composição. Depois de várias pesquisas decidiu criar um círculo cromático próprio.
Grandes estudiosos criaram círculos cromáticos. Goethe (1749-1832), Moses Harris (1731-1785), o citado Chevreul (1786-1889), Hering (1834 – 1918), Munsell (1858-1918), Ostwald (1853 – 1932), Johanes Itten (1889–1967), para ficarmos nos mais badalados.

160622_circ_cromaticos.png

via google

Foram a partir desses círculos, que focam as cores de formas variadas é que chegamos ao NCS (natural colour system) e Pantones da vida. A Pantone baseada no círculo de Munsell e a NCS no de Ostwald. Uma necessidade de se reproduzir a mesma cor, diversas vezes. Temos aí o vermelho ferrari para comprovar.
Sendo que o primeiro catálogo de cores recentemente descoberto é do século XVII, feito pelo artista A Boogert.

160622cor_A_Boogert_1.jpg160622cor_A_Boogert_2.jpg

via follow the colours

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:08

arq-tipografia

por sapoprincipe, em 21.06.16

160621_arqtipo003_40.png

n. s. de copacabana

Esta entra na minha lista de preferidas. Por ser das primeiras que foram puxando o meu olhar. Por isso terá destaque e não entrará no bloco de scripit / caligráfica cursiva.
Parece mesmo uma assinatura feita com caneta tinteiro. Mais a delicadeza dos ornamentos. Os floreios criam uma imponência maior ao diminuto e delicado nome. Até para criar peso frente ao portão - que, apesar dos arabescos e anéis da grade, fica pesadão pela chapa fechada embaixo. Ao mesmo tempo criando uma "moldura" para o nome, dá quase pra ver um coração (meio distorcido) puxando o olhar para o centro.

160621_arqtipo003_b.png 

by Cláudio Luiz

Copacabana - Rio de Janeiro

Originalmente quadragésima arq-tipografia
postada em 29 / junho / 2011

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:06

estações

por sapoprincipe, em 20.06.16

160620_inverno1.png

160620_inverno.png 

via pinterest / by Cláudio Luiz

Começa oficialmente o Inverno.

Apesar de no Rio já fazer frios há dias. Acho que com inveja do leblon, os outros bairros decidiram ficar "quase glacial" também. A música de Calcanhotto nunca fez tanto sentido. rs

E a máxima de que no inverno as pessoas ficam mais elegantes só vale para editoriais de moda - muitas vezes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:13

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D