Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




deu branco

por sapoprincipe, em 16.01.18

Deu branco?
Torça para não ser em um dia de prova.
Ou, quando encontrar aquele velho conhecido que você não vê há tempos. Sempre tem a saída de perguntar - e aí, como está, CARA? (enquanto pensa: Carlos? Marcos? Zé? Mauro? Joaquim?... tentando lembrar o nome). 

Como você definiria a cor branca?
Paz? Você estaria falando pra quem? Porque para os indianos branco é luto.
As cores não têm uma leitura universal. É uma construção cultural. 

Talvez, primeiro coubesse perguntar: branco é cor?
No uso geral, sim. Na simbologia também, pois tem significados não atribuídos a outras cores. Mas na teoria das cores, não. O preto é ausência de cor, o branco é a união de todas elas.
A luz branca, ao passar pelo prisma, se decompõe em várias cores - arco-íris. [não, não é a ditadura gayzista. É só a experiência de Newton. Ou a capa do disco do Pink Floyd, se preferir - rs. O nome correto: refração - o que irá gerar o espectro da luz.]
Ao misturarmos pigmentos de todas as cores, isso já não acontece. Por isso é a cor mais importante para os pintores, pois não pode ser obtida da mistura das outras (como por exemplo o verde, que poderá ser obtido da mistura do amarelo com azul). Ao misturarmos todas as cores, provavelmente, resultará em um cinza "sujo", em função dos corantes e proporções usadas na fabricação das tintas. 

Para os cristãos Branco é o início. Quando Deus criou o mundo, no primeiro dia disse: “Faça-se luz”. E luz é branca. Essa luz aí é branca.
No jogo de xadrez as peças brancas começam, justamente por ser a cor do início (estou começando pelo branco por conta do calendário. Não sei se pensaram nisso quando escolheram Janeiro - início do ano - para a luta da Saúde Mental e atribuíram a cor branca, mas... Jung, por favor, dê uma chegadinha aqui, preciso lhe perguntar uma coisa.).

180116_branco.png

É a cor da inocência, do bem, dos espíritos, dos anjos, dos fantasmas.
Da pureza feminina.
Branco da limpeza e da higiene.
"Branco é o leite, primeiro alimento que o homem recebe. Na história da criação do hinduísmo o mundo consistia em um mar de leite."

Independente de quanto há de lenda na quantidade de denominações de neve e branco que os esquimós têm, temos muitos nomes dados coloquialmente para o branco. Sem contar a nova moda das marcas de tintas imobiliárias e dos esmaltes. Mas podemos listar: branco neve, banco gelo, branco cera, branco giz, branco antigo, branco chumbo, branco diamante, branco amarelado... chega-se a dezenas.
O código hexadecimal para a cor branca pura é #FFFFFF.
CMYK - C:0 M:0 Y:0 K:0 - RGB R:225 G:225 B:225

Na pesquisa da estudiosa Eva Heller "apenas 2% dos entrevistados citaram o branco como cor predileta. E quase a mesma proporção – 2% dos homens, 1% das mulheres – citaram o branco como cor menos apreciada."

Branco
Da Casa (aquela onde mora um maluco hoje).
Das vestes do Papa.
Dos Deuses - Zeus, touro branco (oi Cynthia. Touro também é infiel?); Cristo, cordeiro branco; Espírito Santo, pomba branca.
Do Frio, da neve, do Norte. (Rei do Norte?)
Reis e rainhas na coroação trajam branco.
"Beth" (a amiga de Mari e Mônica V) profere sempre seu discurso anual de abertura do parlamento vestida de branco.
Com fraque sempre se usa gravata branca.
O homem do sapato branco. Óóóóó!

"Branco é o nome de cor mais comum internacionalmente, mas apenas e exclusivamente como nome feminino: “Branca” – em italiano “Bianca” (oi, Mi Merloti!), em francês “Blanche” e “Blanchette”, do nome celta “Genevieve” veio “Jennifer”, do nome romano “Candida” veio “Candy”, e também o inglês “Fenella” e o irlandês “Finola”, traduzidos significam Branca." Em "brasileiro" Branca Barreto Pessoa de Moraes / Suzana Vieira em Duas Caras (oi, odetas).

A embalagem do Chanel nº5.
A T-shirt branca pra combinar com o jeans (Brando/James Dean).
A preferência para roupas íntimas. Dos lençóis (quantos fios?).
A roupa dos enfermeiros, médicos, açougueiros e de quem lida com comida.
Dos colarinhos (aqueles que não pagam pelos crimes).
A roupa de batismo. Da primeira comunhão. Do Vestido de noiva - ops!. ("moda que não é anterior ao fim do século XVIII" e que se impôs somente no século XX. O vestido branco era uma maneira de proclamar a pureza, que estava se casando virgem. Mas, no mundo rural europeu, as noivas se vestiam de vermelho. Cor que o tingimento, feito a partir das raízes da ruiva-dos-tintureiros, ficava mais vivo e não esmaecido como as outras cores. "No dia do casamento, a jovem noiva devia não ostentar a sua virgindade - isso era suposto -, mas vestir o seu mais belo vestido." - Acho digno.). 

Cor dos eletrodomésticos.
Do revestimento das cozinhas e banheiros - ainda hoje muito usado, embora um pouco menos.
Cor da simplicidade. Da descrição. Da modéstia.
O branco aproxima e expande. Um círculo branco sobre fundo preto parecerá 1/5 maior que um círculo, do mesmo tamanho, preto sobre fundo branco.
Para ampliar os espaços - branco - oh, céus! Tem outras hipóteses. E pra você que mora neste pais tropical com luz, luz, luz dá para pintar as paredes de outras cores. Tá, seu apartamento é de fundos, tem janelas pequenas e bate pouca luz, ok. O branco reflete mais luz. Daí eu especificar nos meus projetos tetos brancos (mas não sempre, não é, Wanda?).
O minimalismo, o modernismo, os puros - design branco (oh, céus! de novo).

Branco - cor neutra. Mentira repetida tantas vezes vira verdade - engana incautos. Peças com cores colocadas sobre fundo branco sempre parecerão mais escuras. (quer um fundo neutro? Use cinza médio).
Cor da sabedoria. Da velhice.
Branca é a tez da manhã. (Djavan)

NB - livros utilizados para produção do texto:
Goethe, J. W. - Doutrina das Cores
Heller , Eva - A Psicologia das Cores
Pastoureau, Michel - Dicionário das Cores do Nosso Tempo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:11


8 comentários

Perfil Facebook

De Beth Salgueiro a 16.01.2018 às 17:50

que post maravilhoso, a sua cara... amei.
sou daquelas que dizem que o branco é a sua cor preferida, porque é mesmo.
amo casa pintada de branco, por dentro e por fora, porque a gente pode encher de cores com almofadas, quadros, flores, plantas.
também meus lençóis de cama são todos brancos, e de algodão.
e, sinceramente, como convivo tanto com branco, acho que existem brancos de várias cores, dependendo da textura da tinta ou do tecido, da luz do sol, do meu humor do momento.
tem branco alegre, branco calmo, branco que se suja sozinho só pra deixar de ser branco, branco de uma tristeza imensa, até branco que está ali só pra subir o meu astral.
isso é a mais pura verdade e dou fé...

beijos e beijos, todos brancos e brilhantes...
:*
Imagem de perfil

De sapoprincipe a 17.01.2018 às 12:26

gosto destes brancos aí que dizem várias coisas.
Perfil Facebook

De Claudia Letti a 16.01.2018 às 18:36

ficou tão bom que seria legal escrever logo a cartela de cores... <3
Imagem de perfil

De sapoprincipe a 17.01.2018 às 12:27

a ideia é ir escrevendo sobre cada cor. não dá pra ser rápido pois é preciso organizar várias informações e autores.
mas, vou tentar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.01.2018 às 01:08

Muito bom o texto! Mas euzinha mermo não gosto de branco de jeito nenhum -- a não ser quando vem junto com o preto, que aí tudo fica lindo, da decoração à roupa e ao yin-yang de cada dia. Quanto ao touro-Zeus... claro que ele papava todas, mas se fosse comigo ele teria mais sucesso se viesse vestidinho de humano mesmo... e de preto, óbvio. ;o)
Imagem de perfil

De sapoprincipe a 17.01.2018 às 12:28

Zeus como humano deve ser interessante ;c)
e preto e branco é mesmo uma das muito boas combinações.
Sem imagem de perfil

De Bela a 17.01.2018 às 12:35

Que diliça de texto!
Babei.

Bandibeijos e please keep up the great work.
Imagem de perfil

De sapoprincipe a 20.01.2018 às 14:29

Brigadim.
Beijos, Bela

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D