Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Astrid

por sapoprincipe, em 20.07.17

170720_cores.png

- de que cor eu pinto a parede da sala?
Esta é uma pergunta que já ouvi inúmeras vezes e na maioria tensionei as costas.
Quando a pergunta é feita no feissy é comum ter lá nos comentários:
- pinte de azul. Adoro azul.
- pinte de pérola. Pintei a minha sala e ficou ótimo.
- pinte de...
Aí, lá vou eu ser o chato. E comento: qual o clima você quer criar? Quais as dimensões da sala? Entra muita luz pelas janelas? De que cor é o seu sofá? E do tapete?...
Na realidade temos poucas cores pra escolher.
Pinte de azul, tranquilidade. Vai ficar bom? Sim.
Quer uma sala luminosa? Pinte de amarelo. Vai ficar bom? Claro. Dramaticidade? Pinte de... Vai ficar bom? Com certeza.
Logicamente, o fato de uma cor ser mais clara ou mais escura, menos ou mais luminosa, mais ou menos acinzentada, aumenta em milhares de vezes nossas hipóteses de escolha e muda nosso "entendimento" sobre ela.
Como também o tamanho dos espaços, a dimensão da parede mais visível, as cores dos outros elementos - piso, cortinas, tapetes, mobiliário, quadros, peças decorativas, ... - irão interferir na composição.
O conceito do projeto e o clima que se quer criar no ambiente irá nortear a escolha.
A parede pode ter qualquer cor? Sim. Se ela estiver em harmonia com o conceito e com o conjunto, e dentro do seu gosto, a resposta ao "vai ficar bom?" será - sim / claro / com certeza.
Uma parede ocre, móveis pesados de madeira talhada, cortinas de tecido cru nunca irá transmitir idéia de modernidade. Pintar a parede de amarelo tendo móveis de madeira clara, pode ficar meio pálido.
Então, não deixe de pensar no conjunto ao escolher a cor da sua parede.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:01

casa cor

por sapoprincipe, em 17.11.16

Para me acompanhar na casa cor é preciso grande fôlego. Gosto de ver todos os espaços, voltar para ver se não deixei escapar nada e dar mais uma olhada nos detalhes dos que mais gostei. Sem contar que gosto de fazê-lo no final da tarde, para ver os espaços ainda com a luz natural e depois, com o anoitecer, ter chance de ver os espaços sob a luz artificial.
Daí, não insisto em companhia (não é, Luciana? rs). Todavia, não vou sozinho.

161117_casacor_01.png

Logo na entrada estrutura de bambo, Cláudia/Walter, claro. O lustre do hall de entrada poderia ter sido feito pela Geide, se tivesse uma corzinha. Quadro de azulejaria? eu mesmo, ora.

161117_casacor_02.png

De novo, eu mesmo, afinal é um belo painel de azulejos. Iara e Vera também poderiam gostar.

161117_casacor_03.png

Pratos  Fornasetti, obviamente, Raimondo. Geométricos, vários. Os "azulejos" de recorte a laser na madeira... uau!

161117_casacor_04.png

Quantos bolos lindos daria para fazer, Petita?

161117_casacor_05.png

Post da Helê? Olha, Mana, o filamento da lâmpada é uma sardinha! A mesa eu achei um sacada genial da arquiteta Gisele Taranto. Como lhe coube a sala de jantar, ela manteve fixo a iluminação, quadro e aparador (que era preso à parede), mas a mesa e as peças de decoração ela mudou algumas vezes ao longo da mostra. Caso alguém voltou para uma segunda visita, encontraria um novo ambiente.

161117_casacor_06.png

Mini cozinha.

161117_casacor_07.png

Ivan, quadro de Grace Jones. Raquel, lembrou de uns acessórios que vc fez com fio. A foto não ajuda, mas ao vivo era um quadro/escultura interessante. Cantinho de leitura, quem não quer?

161117_casacor_08.png

Passando pela livraria, não resisti. Mesmo sabendo que não é exatamente o que parece. Que algumas pessoas sim, mas a maioria deve, quando nada, folhear os livros. Foi estranho ver que a ênfase do vendedor era que os livros eram ótimos para decorar. Inclusive, as duas senhoras que adquiriram alguns exemplares antes de mim eram pra isso mesmo - decorar. Uma comprou um para filha que havia se mudado e estava decorando a casa e a promessa era ir na loja depois comprar mais alguns para enfeitar a estante - já que a filha, pelo que entendo, não tinha livros /o\

161117_casacor_09.png

Três mocinhas elegantes. De quais mocinhas lembrei?
Veado - Rinoceronte - Borboleta

161117_casacor_10.png

Jamila, dá até para ser tarefas pros alunos.
Por sinal, encontrei com a Dayse lá.

161117_casacor_11.png

Não sei o que eram estes espaços originalmente na casa, pois são quartos pequenos. Nem deu para ter uma foto pegando tudo. Na parede lateral tinha uma estante, com potes fixos na própria estante, com tampo de acrílico para rações e embaixo a caminha. então, o balanço é só diversão - Lounge do cachorro. Lembrei da Terla, mas poderia ser também o cantinho da Frida, né. Cris?
Sendo cachorro vc entra na história, Deborah, mas achei a casinha da área externa mais adequada, além de ter casinha na árvore para o Vini.
Já o "cão de guarda" é O charme.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57

avatar

por sapoprincipe, em 19.08.15

Depois do contato inicial - estou ligando porque gostaria de fazer uma obra - vem a definição do que será feito. Seja um projeto de reforma da cozinha, seja um projeto para a casa toda. 

Definida a obra, vem a questão mais difícil – o resultado que se pretende.

A pergunta inicial - o que você quer? ou do que você gosta? - embora curtinha, implica uma formulação densa. Às vezes, é preciso tirar a informação a fórceps.

Não raro, não conseguem responder o que querem. A primeira resposta vem com uma solução do projeto - quero um sofá ali, uma poltrona ... a bancada aqui... e por aí vai. Não que isto não ajude a entender o que o cliente quer, mas essas peças naqueles lugares produzirão o efeito final pretendido?

Então, queiram uma casa aconchegante, acolhedora, luminosa, espaçosa, moderna, ousada, requintada, clássica, aberta, armazenadora... pense nos seus desejos. No que vc gosta.
A partir dessa lista vem um segundo ponto. O profissional tentará equacionar o desejo ao espaço existente. Quais desejos cabem ali? quais definirão uma unidade?
Se você está se aventurando a fazer seu próprio projeto, é hora de responder: "Dentre as coisas que vc quer e gosta, o que é adequado e cabe no espaço que vc tem?"
Esses são os dois pontos centrais. 

Depois virão questões de estilo, de cor, de aproveitamento de algum mobiliário (ou de todos, talvez). E, logicamente, a distribuição do mobiliário, a escolha dos materiais, a combinação das cores será definida no projeto.
Agora, é achar o conceito que irá nortear todo o projeto.
É para isso que vc está contratando um profissional.
Definido isso, o restante são pontos convergindo para produzir o efeito desejado.

Historinha - quando fui fazer vestibular (enem é uma evolução), na maldade que é ter que escolher,
aos 16/17 aninhos, uma carreira para vida toda, estava eu indeciso.
Arquitetura era a resposta desde criança para a famigerada pergunta
- O que vc quer ser quando crescer?
Quando fiquei indeciso, uma vez, uma tia me disse:
como vc é bom em matemática e gosta de desenho, vc pode ser engenheiro ou arquiteto.
Depois desse dia, a resposta ficou na ponta da língua.
E com uma bela intuição, sempre respondi arquiteto, nunca engenheiro.
Uma outra opção era psicologia. E eu ficava pensando que era incoerente.
Hoje tenho muito claro que no curso de arquitetura deveria ter umas cadeiras de psicologia,
principalmente para quem vai trabalhar com design de interiores
(que, antes, era chamado de decorador mesmo).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D