Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



neon

por sapoprincipe, em 19.09.17

170919_neon.jpg

do jeito que andam as coisas, deveria ter em cada esquina (de preferência em frente aos consultórios de certos psicólogos, juizes e igrejas) em neon. Só não fiz com as luzinhas piscando pq não sei fazer gif.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01

etnias

por sapoprincipe, em 19.04.17

170419_indio_1.jpg

170419_indio_2.jpg170419_indio_3.jpg170419_indio_4.jpg

19 - dia do índio. nada a comemorar. só lutar por esta população que está sendo dizimada pela imcompetência e mau caratismo do governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18

luta

por sapoprincipe, em 15.03.17

Hoje teríamos aqui um post, mas estamos em greve - #foratemer

170315_greve.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:00

além dos "chicos"

por sapoprincipe, em 04.10.16

161004_Jean_Paul_Gaultier.jpg

Jean Paul Gaultier

A presença do gênero fluido cada vez mais na mídia tem me chamado muito a atenção.
Num passado, não tão distante assim, o sonho de muitos gays era ser mulher. Relacionar-se com héteros, usar vestidos sofisticados, deslumbrantes - com grande influência, claro, de Hollywood e as passarelas de alta costura de Paris. Depois, a "revolução sexual" da pílula e o movimento hippie dão uma bagunçada geral. Em 69, acontece a batalha de Stonewall e começa mais uma mudança. Era muito comum ver bichas de bigode e havia um entendimento de que gay tinha que transar com gay, e passaram a ser chamados de "entendidos". Depois o HIV aparece nos noticiários fazendo ligação com a homossexualidade. Os preconceituosos, achando que seria o abate derradeiro, fazem com que uma parte dos gays se una para a luta e para amparar os amigos (outros optaram por esconder-se no armário de um casamento hétero). E o que seria o "inferno" faz avançar muito o movimento gay. Formam-se alguns grupos por aqui e até mesmo começam a acontecer as Paradas. Ameaça-se uma diversidade. Mas não demora muito, vemos fortalecidos o culto ao corpo e a valorização dos jovens que desemboca nas "barbies" - bichas bombadas e musculosas (até mesmo para fugir do estigma da doença). A internet se desenvolve cada vez mais, informações circulando, mais pessoas tendo acesso. Começa uma cobrança grande da fraca presença de lésbicas no movimento. Como também dos bissexuais. Depois, acrescentam-se letrinhas - não menos importantes - na sigla. Travestis. Transgenêros.
A discussão de gênero ganha cada vez mais espaços. E o que antes era feito de forma discreta ganha holofotes - representatividade importa.
Atualmente, vemos cada vez mais matérias sobre transições de gênero. É lógico que a luta não começou com ela mas, por aqui, o fato de a Laerte ter feito sua transição nas páginas de jornais e revistas ajuda na discussão e aceitação - ou pelo menos fez o assunto ser presença marcante na pauta da mídia tradicional.
E cada vez mais ouvimos falar de pessoas que querem flutuar ou não definir seus gêneros.
O momento político pouco animador pelo qual passa o país torna essas discussões ainda mais importantes. Mais enfretamentos virão.
Por mais que queiramos mais e pra já, o processo é sempre lento. Mas conseguimos e vamos conseguindo avançar. Mesmo que aos poucos.
Pensando nesses pontos, fiquei ponderando aqui o quanto cada pequena coisa e gesto contribuiu para despertar o interesse e jogar luz sobre pontos que estavam na obscuridade.
A fluidez hippie, a ambiguidade de David Bowie, as fotos de Mick Jagger vestido de mulher, Lennie Dale/Dzi Croquettes, o modo tropicalista de Caetano e Gil, Jean Paul Gaultier desfilando modelos de saias para homens (não escoceses - rs), Ney Matogrosso de peito cabeludo rebolando, Boy George, Roberta Close, Ru Paul, Cassia Eller (que do casal é quem engravida), Conchita Wurst, Laerte, Seann Miley Moore, Liniker (que, na última reportagem que vi, estava sem barba)... esses foram os nomes que me vieram assim de imediato e que me fizeram ver avanços pelas posturas.
Admiro demais pessoas que rompem barreiras. Mas, nesse item aí, consigo no máximo flertar com usar saia vez por outra - e não só no carnaval.

161004_David_Bowie.jpg

David Bowie - imagens via google

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08

batalha

por sapoprincipe, em 28.06.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:45


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D