Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




mood board

por sapoprincipe, em 30.01.18

No outro post sobre o Decora ficou a dúvida se haveria um segundo.
Há outro post agora com os 13 primeiros episódios da temporada 11 - 2017 (são 26 no total). E o outro, com os 13 restantes, está no forno.

Vou começar pelo 13º que é um dos meus favoritos.
Um sebo. Como disse no outro post, tem pontos que eu mudaria? com certeza. Mas gostei imenso.
A planta retangular sendo alterada pela colocação do mobiliário - estantes em "U", meio que direcionado, de forma natural, o caminhar dentro da loja é o ponto principal. Tirar o ar de depósito comum dos sebos e dar o ar de grande livraria, valorizando o sebo e o trabalho de garimpagem, já que quase todo o mobiliário foi aproveitamento. A criação dos pontos de leitura, em um espaço não muito grande, facilitando para os clientes.

180130_decora_01.jpg180130_decora_02.jpg

180130_decora_03.jpg180130_decora_04.jpg

fotos Felipe Costa

Vamos, então, continuar de trás pra frente.
T11/E 10 - Copa da grande família. Espaço pequeno para uma família numerosa (8 filhos), mais as visitas (que são frequentes). Acho que a mãe, por ser uma figura forte e doce, o que transparece na fala do filhos que a respeitam e são respeitados por ela, ajuda a tornar o episódio especial. Acho ótimo quando ela diz, se referindo a uma peça ou eletrodoméstico (já não me lembro): "presente do ex-marido do Estevão".
Conseguiu encaixar todos os pontos pedidos. Rebaixou o teto com placas acústicas e usou outros materiais (cortina, tecidos no "sofá" e almofadas) que pudesse absorver o som, já que esta era uma das reclamações. Aproveitou para esclarecer, com a sua didática, a diferente entre isolamento e conforto acústico. Conforto foi o tratamento que ele deu, para que o som não reverberasse tanto e tornando o espaço mais agradável (coisa que basicamente todos os bares e restaurantes do Rio precisam fazer) e isolamento é o tratamento que se faz para que o som não ultrapasse aquele ambiente (o que tem em algumas casas de espetáculo e clubes, em que vc não consegue ouvir o som/barulho do lado de fora).
Para poder acomodar mais pessoas em volta da mesa, utilizou da solução "canto alemão", que é colocar um banco estofado ou sofá em um dos lados da mesa e escolheu tampo com cantos arredondados para facilitar a circulação e permitir que alguém se sente ali, usando os bancos empilháveis que ele deixou junto ao aparador.
Também usou os "famigerados" tijolinhos (já bem conhecido por quem assisti aos diversos programas de decoração) - no caso, outro material para facilitar a acústica.

180130_decora_05.jpg180130_decora_06.jpg

fotos Felipe Costa

- Mas quem assisti a todos os programas?
- Eu sei. A Iara. ehehehh (Amiga maravilhosa, que não é profissional da área, mas gosta do tema e com quem troco algumas figurinhas, às vezes).
Ah, o filho caçula de d. Bia foi o participante que agradeceu ao Maurício de forma mais sincera, dos que eu já tenha visto. Gostei também da participante Lulu, que recebendo o espaço redecorado como "presente", se disse acarinhada. O Maurício tem cara de quem leva isso em conta.
T11/E01 - Entra aqui pela dificuldade do projeto. Sala pequena, com circulação cruzada, com a porta de entrada abrindo direto na sala. Mais as vigas. Como o casal gostava muito de praia, ele aplicou umas réguas de poliuretano até a base das vigas, para simular painéis de madeira e pintou paredes e réguas tudo da mesma cor, para não "sobrecarregar" o ambiente pequeno. Colocou várias peças de artesanato, reforçando o "ambiente descontraído de praia". Como corrimão da escada, que dá acesso ao quartos, usou um remo - que deu um toque de "humor".

180130_decora_07.jpg180130_decora_08.jpg

180130_decora_09.jpg180130_decora_10.jpg 

fotos Felipe Costa

Pra não dizerem que sou só elogios, o quadro/escultura que ele usou na sala de jantar do episódio "sala de revista" (T11/E10) achei completamente desproporcional. Ou tinha que ser bem menor, para o contraste ser gritante, ou teria que fazer um conjunto com mais peças, usar um quadro ou peça maior para chegar a um equilíbrio.
O seu tom didático e ar de professor deve está agradando ao público e lhe conseguindo alguns patrocínios a mais para os programas. Teve merchandising das tintas Coral, de forma mais contundente, já que mostrava o expositor das cartelas de cores existentes em algumas lojas e da Etna - chegou com algumas peças dentro de sacos da loja.
Nas suas "aulinhas" reforçou que a melhor estratégia para quem quer um ambiente colorido, mas tem medo de errar, é usar cores nos detalhes (que fica inclusive fácil de alterar, sem grandes custos) e escolher bases neutras nas grandes superfícies (piso, paredes, teto e mobiliários maiores: se o sofá for grande, por exemplo, escolher um tecido de cor neutra).
Usar vidro na cozinha dar um ar mais contemporâneo.
Rodapés altos são mais clássicos e os rodapés baixos mais modernos, podendo até ser coloridos. Em um episódio, ele usou um rodapé de E.V.A. (T11/E11). Ainda não vi em lojas, mas é um produto que gostaria de usar. Sendo um material macio e flexível, é possível instalar em paredes curvas (que foi o caso do programa).
"Quanto mais escuro o piso mais 'alinhado" fica o ambiente". Pisos de madeiras claras sempre parecerão mais descontraído. Pisos claros, a depender do tipo e do acabamento, darão um ar mais contemporâneo. O ar sofisticado será dado pelo mobiliário e tapetes.
Pintura das paredes altera os ambientes sem grandes obras. Iluminação altera o ambiente, compondo várias "cenas", e é um coringa nos projetos de interiores. Ganhou bastante destaque nos últimos anos com o uso de led.
Nos banheiros, o uso de "mais texturas e menos brilho dão ideia de mais conforto, pois são acabamentos sensoriais". Aqueles que dão vontade de tocar, pisar descalço.
Para casas em que os "donos" são os cachorros usar tecidos 100% poliéster ou couro sintético. Sendo os gatos, usar tecidos com tramas bem fechadas, lonita, camurça, couro sintético. Cortinas com tecidos impermeáveis, próprios para áreas exteriores, aguentam mais os bichinhos.
Falando em bichinhos, em um episódio (T11/E09) ele usou um peso de porta da Paola Abiko, que era um elefante. Lindo. Lembrei, claro, da Renata Lins e da Jana (que faz uns lindos também).
Como os ambientes comerciais também estão entrando como opção, ressaltou que no caso o "cliente" do projeto é o cliente do cliente. Mas, algumas vezes é difícil do cliente entender que o espaço comercial não tem que ter um gosto tão pessoal, mas sim estar de acordo com quem ele quer atrair para o seu negócio.
Resumidamente, são os pontos que achei interessantes nos 13 primeiros episódios. Dos outros, num post neste mesmo canal. Em breve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

domingueiras

por sapoprincipe, em 28.01.18

180128_Jan_Komarek.jpg

by Jan Komárek

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:27

escolhas

por sapoprincipe, em 26.01.18

180125_copiar.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:54

domingueiras

por sapoprincipe, em 21.01.18

180121_by_alexandre.png

Ivo Caralhactus
by Alexandre Mury

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:00

padroeiro

por sapoprincipe, em 20.01.18

180120_st_sebas_01.jpg

by Antonio Giorgetti - 1671-1672

180120_st_sebas_02.png180120_st_sebas_03.jpg

Johann Friedrich Overbeck [1815] / El Greco [1577–1578] 

180120_st_sebas_04.jpg180120_st_sebas_05.png

P. Rhoads[-] / Roberto Ferri [1978]

180120_Oxossi_01.jpg

Ofá

180120_Oxossi_02.png180120_Oxossi_03.jpg

Jerri D'Oxossi / Cláudia Krindges

180120_Oxossi_04.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

deu branco

por sapoprincipe, em 16.01.18

Deu branco?
Torça para não ser em um dia de prova.
Ou, quando encontrar aquele velho conhecido que você não vê há tempos. Sempre tem a saída de perguntar - e aí, como está, CARA? (enquanto pensa: Carlos? Marcos? Zé? Mauro? Joaquim?... tentando lembrar o nome). 

Como você definiria a cor branca?
Paz? Você estaria falando pra quem? Porque para os indianos branco é luto.
As cores não têm uma leitura universal. É uma construção cultural. 

Talvez, primeiro coubesse perguntar: branco é cor?
No uso geral, sim. Na simbologia também, pois tem significados não atribuídos a outras cores. Mas na teoria das cores, não. O preto é ausência de cor, o branco é a união de todas elas.
A luz branca, ao passar pelo prisma, se decompõe em várias cores - arco-íris. [não, não é a ditadura gayzista. É só a experiência de Newton. Ou a capa do disco do Pink Floyd, se preferir - rs. O nome correto: refração - o que irá gerar o espectro da luz.]
Ao misturarmos pigmentos de todas as cores, isso já não acontece. Por isso é a cor mais importante para os pintores, pois não pode ser obtida da mistura das outras (como por exemplo o verde, que poderá ser obtido da mistura do amarelo com azul). Ao misturarmos todas as cores, provavelmente, resultará em um cinza "sujo", em função dos corantes e proporções usadas na fabricação das tintas. 

Para os cristãos Branco é o início. Quando Deus criou o mundo, no primeiro dia disse: “Faça-se luz”. E luz é branca. Essa luz aí é branca.
No jogo de xadrez as peças brancas começam, justamente por ser a cor do início (estou começando pelo branco por conta do calendário. Não sei se pensaram nisso quando escolheram Janeiro - início do ano - para a luta da Saúde Mental e atribuíram a cor branca, mas... Jung, por favor, dê uma chegadinha aqui, preciso lhe perguntar uma coisa.).

180116_branco.png

É a cor da inocência, do bem, dos espíritos, dos anjos, dos fantasmas.
Da pureza feminina.
Branco da limpeza e da higiene.
"Branco é o leite, primeiro alimento que o homem recebe. Na história da criação do hinduísmo o mundo consistia em um mar de leite."

Independente de quanto há de lenda na quantidade de denominações de neve e branco que os esquimós têm, temos muitos nomes dados coloquialmente para o branco. Sem contar a nova moda das marcas de tintas imobiliárias e dos esmaltes. Mas podemos listar: branco neve, banco gelo, branco cera, branco giz, branco antigo, branco chumbo, branco diamante, branco amarelado... chega-se a dezenas.
O código hexadecimal para a cor branca pura é #FFFFFF.
CMYK - C:0 M:0 Y:0 K:0 - RGB R:225 G:225 B:225

Na pesquisa da estudiosa Eva Heller "apenas 2% dos entrevistados citaram o branco como cor predileta. E quase a mesma proporção – 2% dos homens, 1% das mulheres – citaram o branco como cor menos apreciada."

Branco
Da Casa (aquela onde mora um maluco hoje).
Das vestes do Papa.
Dos Deuses - Zeus, touro branco (oi Cynthia. Touro também é infiel?); Cristo, cordeiro branco; Espírito Santo, pomba branca.
Do Frio, da neve, do Norte. (Rei do Norte?)
Reis e rainhas na coroação trajam branco.
"Beth" (a amiga de Mari e Mônica V) profere sempre seu discurso anual de abertura do parlamento vestida de branco.
Com fraque sempre se usa gravata branca.
O homem do sapato branco. Óóóóó!

"Branco é o nome de cor mais comum internacionalmente, mas apenas e exclusivamente como nome feminino: “Branca” – em italiano “Bianca” (oi, Mi Merloti!), em francês “Blanche” e “Blanchette”, do nome celta “Genevieve” veio “Jennifer”, do nome romano “Candida” veio “Candy”, e também o inglês “Fenella” e o irlandês “Finola”, traduzidos significam Branca." Em "brasileiro" Branca Barreto Pessoa de Moraes / Suzana Vieira em Duas Caras (oi, odetas).

A embalagem do Chanel nº5.
A T-shirt branca pra combinar com o jeans (Brando/James Dean).
A preferência para roupas íntimas. Dos lençóis (quantos fios?).
A roupa dos enfermeiros, médicos, açougueiros e de quem lida com comida.
Dos colarinhos (aqueles que não pagam pelos crimes).
A roupa de batismo. Da primeira comunhão. Do Vestido de noiva - ops!. ("moda que não é anterior ao fim do século XVIII" e que se impôs somente no século XX. O vestido branco era uma maneira de proclamar a pureza, que estava se casando virgem. Mas, no mundo rural europeu, as noivas se vestiam de vermelho. Cor que o tingimento, feito a partir das raízes da ruiva-dos-tintureiros, ficava mais vivo e não esmaecido como as outras cores. "No dia do casamento, a jovem noiva devia não ostentar a sua virgindade - isso era suposto -, mas vestir o seu mais belo vestido." - Acho digno.). 

Cor dos eletrodomésticos.
Do revestimento das cozinhas e banheiros - ainda hoje muito usado, embora um pouco menos.
Cor da simplicidade. Da descrição. Da modéstia.
O branco aproxima e expande. Um círculo branco sobre fundo preto parecerá 1/5 maior que um círculo, do mesmo tamanho, preto sobre fundo branco.
Para ampliar os espaços - branco - oh, céus! Tem outras hipóteses. E pra você que mora neste pais tropical com luz, luz, luz dá para pintar as paredes de outras cores. Tá, seu apartamento é de fundos, tem janelas pequenas e bate pouca luz, ok. O branco reflete mais luz. Daí eu especificar nos meus projetos tetos brancos (mas não sempre, não é, Wanda?).
O minimalismo, o modernismo, os puros - design branco (oh, céus! de novo).

Branco - cor neutra. Mentira repetida tantas vezes vira verdade - engana incautos. Peças com cores colocadas sobre fundo branco sempre parecerão mais escuras. (quer um fundo neutro? Use cinza médio).
Cor da sabedoria. Da velhice.
Branca é a tez da manhã. (Djavan)

NB - livros utilizados para produção do texto:
Goethe, J. W. - Doutrina das Cores
Heller , Eva - A Psicologia das Cores
Pastoureau, Michel - Dicionário das Cores do Nosso Tempo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:11

domingueiras

por sapoprincipe, em 14.01.18

180114_George-Afrekh.jpg

George Afrekh

as festas de finais de ano acabaram, mas os domingos não ;c)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:11

domingueiras

por sapoprincipe, em 07.01.18

180107_Danko_by_Amer_Mohamad.jpg

Danko by Amer Mohamad

pra mim a regra é clara. decoração de natal começa dia 1 de dezembro e termina dia de reis - 6 de janeiro.
como achei que o vermelho dava um clima de festa e ele na outra foto era "quase" uma árvore de natal, agora é uma árvore desmontada, vou guardar. rs

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:11

Abecedário 2017

por sapoprincipe, em 04.01.18

• Arranjos de cabeça [carnaval];
• Bethânia [Paço Imperial - Bia Lessa];
• Calendários [uma ideia] / Cogumelos [apreciação dos pratos/dotes da Chef Nepomuceno, Luciana];
• Doutores [dois amigos queridos defendendo tese, aprovados com elogios. eu estava nos agradecimentos das duas] / Da Lapa Design Hotel - Dandara [Chef Afro Gourmet];
• Ex libris [Ticcia / Vitor];
• Fábrica Bhering [ótimo programa, amigos maravilhosos];
• Gabinete de Leitura Guilherme Araújo [série poético-musical Somos Tropicália. Obrigado Paulo Sabino - Rafael Millon];
• H
• Ideologia... política. Gênero... diversos;
• J. Carlos - originais [exposição IMS - ida a mando da Vera];
• K. O. [Pabllo Vittar e Anitta são a cara 2017. Lado bom. Será pela repetição das letras? Pesquisar - Clláudio Luizz] / Kevin Spacey [na minha lista de grande atores, agora, grande decepção];
• Lampião [Chuva de Bala - Mossoró - Espetáculo maravilhoso. Na torcida por Lampião e Totonho - rs “Alguém Pra bater Em Mim, Não Nasceu E Nem Nascerá, Se Nasceu Não Se Criou, Se Si Criou Levou Fim, Alguém Pra Bater Em Mim, Nesse Terreno Não Há, Com As Bênção De Seu Padin, Eu Já Fiz Bala Chover, O Vento Correr, O Tempo Parar, Matei Só Por Matar, Só Pra Ver Morrer, Fazer O Sol Quente Esfriar”];
• Morte. Perda. Mãe. Pérola. Melodia;
• Não Recomendados [Madrugada no Centro. Ótimos. Fevereiro];
• Obra [Dividir um apto em dois. Ser contratado de novo para dividir a metade em dois. Desafio. O cliente gostou.] / Orisa [exposição de fotografias divinas - com ou sem trocadilho - no CCJ];
• Piquenique das Fadas. / Passeatas [sempre com o companheiro Ivan];
• Quinze (Debut da "Sobrinha" Juju];
• Rico Dalassan [último show Madrugada no Centro de 2017 - com participação de Minha Luz é de Led, especial de São Yantó e pocket show do coletivo As Travestidas (Silvero Pereira - linda - e Rodrigo Ferrera - engraçadíssima)];
• Saturno [Todo Mundo Adora Saturno. Brigadim, Fal] / Show As Bahias e a Cozinha Mineira [circo voador];
• Teatro [ O topo da montanha / Tom na fazenda / Clara / Cartola - o musical / L - o musical (Ellen Oléria - maravilhosa)];
• Utupya - Opavivará! [exposição hilária na galeria de artes A Gentil Carioca];
• Visitas [amigas em final de semana prolongado];
• Wellington - o bife [almoço do dia 31 de janeiro - Geide, excelente anfitriã];
• X - para algumas fotos tiradas na Tupycolé, da exposição citada acima [não é, Helvecio? rs];
• Ypsilone [E gritava: A-E-I-O-U-Ypsilone (Jackson do Pandeiro tenho certeza que perdoa a batota. rs)];
• Zerar o joguinho só pra Frida Helê e Geide.

180104_abc.jpg

NB - Em 2016 Frida Helê fez.
Geide amou e foi nas águas e fez o dela no feissy.
Este ano, numa articulação, se definiu que elas iriam fazer (Helê-2017)
e eu ia entrar na roda. Desafiou. Cumpri.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

novo

por sapoprincipe, em 01.01.18

180101_janeiro.jpg

Janeiro branco - Saúde mental

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D