Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




blue azul

por sapoprincipe, em 25.04.18

azul - parte 2

180424_azul.png

Deus gastou todo seu estoque de corante azul na imensidão do céu e do mar. Quase não há azul na natureza. As flores já citadas (algumas bastante arroxeadas), as pedras, e no reino dos animais - alguns poucos pássaros e as asas de algumas borboletas. Tá, tudo bem, o azul da pena do pavão vale por muitos azuis. Não é, Vera?

Jodhpur (Índia) e Xexuão (por vezes chamada Barraxe ou Barraxá - Marrocos) tem como um dos atrativos turísticos suas casas e ruas pintadas de azul, também conhecidas como "Cidade Azul".
Olha aí, Mariana, a cor interferindo no turismo.

180425_Xexuão_marrocos.jpg

Xexuão - Marrocos

No Islã, o azul significa proteção. No norte da África e Grécia também. Taí o "olho grego" que não me deixa mentir (nem invejar. rs).

180425_olho grego.jpg

Não é só na física (vide post - Eleito (azul parte 1), no cinema também - Azul É a Cor Mais Quente (Léa Seydoux, Adèle Exarchopoulos. Direção: Abdellatif Kechiche - 2013).
A Liberdade é Azul (da trilogia Trois couleurs: Bleu. Direção: Krzysztof Kieslowski - 1993).
Marlene Anjo Azul Dietrich (Der Blaue Engel. Dirção: Josef Von Sternberg - 1930).

  180425_Marlene_Dietrich_1.jpg  180425_Marlene_Dietrich_2.jpg

Azul, também, pode ser apenas memória.
"E aquela num tom de azul quase inexistente, azul que não há/Azul que é pura memória de algum lugar". Caetano Veloso (Trem das cores - Sem contar o cult Araçá Azul de 1972)


"O azul é, em certo sentido, a cor do equívoco, da incerteza."
"L’heure blue é o momento entre o trabalho e a diversão, entre o dia e a noite, entre zonas de existência, entre um tipo de vida e outro, um tempo definido por transitoriedade e fugacidade."

"Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar". Tim Maia
Em 1958, Yves Klein "escreveu para o Secretário-Geral do Ano Internacional de Geofísica das Nações Unidas, propondo a criação do Mar Azul, para se juntar ao Mar Vermelho e ao Mar Negro." Aí não seria só a cor, mas também o nome.
Mas, o louco do Klein também sugeriu que criassem a bomba de cobalto e a pintassem no azul que ele criou. Bola totalmente fora.

Cor da paz. Cor das grandes instituições e organismos internacionais - ONU - UNESCO - OCDE - OMS - Conselho da Europa.
Facebook, Twitter, Tumblr, Instagram, Linked in, também. Não sei se todos, mas mininu mark, com certeza, gostaria de dominar o mundo.

A rainha da Inglaterra, o rei da Suécia, o presidente alemão nas grandes cerimônias usam uma faixa feita de seda chamalote - azul-celeste.
É assim a “faixa azul”, em inglês blue ribbon.

Na França - famosa entre outras coisas pela sua culinária cordon bleu se tornou um divertido sinônimo de excelência na cozinha. Tendo destaque o filé au Cordon Bleu (filé recheado de presunto e queijo).

Ritmo musical.
"Nos primeiros anos do século XX, uma grande variedade de tradições musicais tomava corpo entre a população afro-americana dos Estados Unidos, para formar o estilo que hoje conhecemos como blues: canções de lamento ou de queixa, usualmente relacionadas com condições sociais precárias ou, mais regularmente, amores perdidos. O uso do termo blue entre os negros americanos para descrever um estado de espírito de infelicidade foi registrado pela primeira vez em 1860".
Mas a ligação de cor e música vem de longe. Na antiga Grécia o termo “cromático” para a escala musical ligava as duas coisas: alguns acreditavam que um som musical teria uma cor, da mesma forma que existia nas dimensões de ritmo e tempo.
Vários pensadores e artistas fizeram esta ligação.

Se quiser cantar:
"“Blue Gardens” (Jardins azulados). “Blue Valentines” (Namorados tristes). “Blue Kisses”(Beijos melancólicos). “Blue Velvet” (Veludo azul). “Blue and Sentimental” (Triste e sentimental). “I’m Blue” (Estou triste). “Love is Blue”(O amor é azul ou O amor é triste). “Way to Blue” (Um caminho para a melancolia). “Blue on Blue” (Tristezas sobre tristezas). Blues. Triste. Uma palavra bonita de dizer – e de cantar, com sua explosiva consoante dupla, em inglês, imediatamente suavizada por uma longa vogal. “Born to Be Blue” (Nascido para ser triste). “Midnight Blue” (O azul da meia-noite). “Almost Blue” (Quase azul). “Blue Moon” (Lua azul ou Lua triste). “Blue Angel” (Anjo azul). “Blue Trains” (Trem azul). Notas do blues, é claro: as terças e sétimas menores do blues. Nenhuma cor saturou tanto a música nos últimos cem anos, e ao mesmo tempo permitiu tantos diferentes tons."
A lista saiu do livro sobre o Álbum Kind of Blue do Miles Davis (que tem tradução da Fal). E poderia entrar também Rhapsody in Blue, de George Gershwin.

Se quiser cantar em português:
Azul - Djavan.
Eu não sei
Se vem de Deus
Do céu ficar azul
Ou virá
Dos olhos teus
Essa cor
Que azuleja o dia
...
O amor é azulzinho. (Na voz da Gal vira amor verdadeiro.)

" Azul, a cor do paraíso e do desespero, da distância e da intimidade, não tem resoluções fáceis." (na bela tradução de Fal Azevedo).

Notas:
Livros utilizados para produção do texto:
Frase, Tom - Banks, Adam - O Essencial da Cor no Design
Goethe, J. W. - Doutrina das Cores
Heller , Eva - A Psicologia das Cores
Pastoureau, Michel - Dicionário das Cores do Nosso Tempo
Queiroz, Mônica - A Cor Incorporada ao Ensino de Projeto.
Williams, Richard - Kind of Blue Miles Davis e o Álbum que Reinventou a Música Moderna (tradução de Fal Azevedo)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:49


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.04.2018 às 16:18

Ai, que coisa linda!
Amei demais a pesquisa e sua maestria para juntar referências e sensibilidade!
Perfil Facebook

De Gabriela Braga a 25.04.2018 às 16:28

Que coisa mais linda, Claudin!
Cantei, revi mentalmente os filmes, me perdi pensando no azul do mar da minha Bahia... como diz Gilzinho:
"É por isso que é o azul
Cor de minha devoção
Não qualquer azul, azul
De qualquer céu, qualquer dia
O azul de qualquer poesia
De samba tirado em vão
É o azul que agente fita
No azul do mar da Bahia
É a cor que lá principia
E que habita em meu coração
E que habita em meu coração".

Merci <3

Bandibeijos, Claudin!
Perfil Facebook

De Claudia Letti a 25.04.2018 às 16:32

Que text maravilhoso! Quantos azuis! Tons e Sur's!
Me pegou na hora da pesquisa da receita do pão azul - feito com jenipapo - que vem provar que azul pode ser quente. E posto à mesa. <3

(lembrei do índigo blue (índigo blusão...), do Gil)
Beijo Blue

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D